SOLUÇÕES - RECOLOCAÇÃO PROFISSIONAL

Leia Mais


Gestão de Pessoas

gestao de pessoas

Olá, sou Márcia Lopes, hoje daremos continuidade na série de podcast “Desenvolvimento de Liderança”, com o tema Gestão de Pessoas ou Liderança.

Gestão de Pessoas é um tema bastante complexo, entretanto pretendo abordar de forma que compreendam o que deve fazer para desenvolver-se nesta competência.

No mercado, existem cursos de pós graduação com este tema, mas que infelizmente não atende a expectativa quando um gestor se inscreve e participa do curso. Nesta pós-graduação ou especialização, o aluno participa e conhece sobre as áreas de Recursos Humanos, ou seja, conhece como funcionam os processos de recrutamento e seleção, avaliação de desempenho, cargos e salários, benefícios, administração de pessoal, desenvolvimento organizacional e outros temas.

O Gestor deve conhecer estes sistemas para administrar seu grupo de trabalho e não ficar na dependência do RH, o qual dificilmente faz atuações proativas e preventivas, pela própria razão de ser das empresas e não pelos profissionais que lá atuam. Desta forma, quem deve fazer a gestão é o responsável pela área, seja lá qual for a nomenclatura do cargo que possui.

Outro aspecto importante de se citar é que existem níveis entre os gestores, dependendo do tamanho da organização. Vamos abordar inicialmente as grandes organizações, para efeito didático, será de melhor compreensão.

Para que a organização se beneficie dos líderes, pensando em resultados positivos, será necessário organizar as ações em estratégicas, táticas e operacionais. Isto significa que alguém terá que pensar sobre as ações de curto, médio e longo prazo, um grupo de pessoas deverá elaborar as ações táticas e outro grupo deverá executá-las.

Muito bem, normalmente nas organizações os profissionais que pensam sobre as ações de médio e longo prazo são os alto executivos, ou seja, presidente, diretor ou gerente executivo.

Os profissionais que elaboram as ações táticas são os gerentes executivos, que desdobram as ações para equipe de chefes, supervisores ou líderes, cada organização tem a nomenclatura que achar mais adequada para que o mercado aceite seus profissionais, como uma abordagem “política” ou de marketing. Ou seja nem sempre o Gerente de uma organização corresponde ao Gerente de outra organização, bom, este tema poderá ser tratado com maior profundidade no futuro.

Para fazer a gestão de seu grupo, deverá ter claro qual é o seu papel e a sua responsabilidade enquanto Gestor, seja  Diretor,  Gerente ou  Líder. Vamos classificar da seguinte forma:

Diretor – responsável pelo plano estratégico

Gerente – responsável pelo plano tático

Chefe / Coordenador / Supervisor / Líder – responsável pelo plano operacional

Agora pretendo abordar de forma didática, sobre as ações necessárias para se fazer a gestão de seu grupo de trabalho.

Desenvolvimento da Equipe

Vale a pena ressaltar o seguinte, se alguém, independentemente do nível profissional, cometer um erro, todos da cadeia vertical são responsáveis, ou seja, será importante conhecer seus profissionais, principalmente seu nível técnico em executar as atividades e suas competências comportamentais, o seu sucesso será medido pelo sucesso de sua equipe, nunca se esqueça disso, por este motivo deverá acompanhar atentamente as ações e resultados do seu time.

Isto significa que “você” gestor é responsável pelos resultados e consequentemente pelo desenvolvimento de sua equipe, o fato de contratar alguém com “excelente” currículo, não significa necessariamente que este fará o que se deve fazer.

Recomendo mapear anualmente sua equipe, para identificar suas forças e fraquezas, com o intuito de reforçar as potencialidades, dando-lhes desafios e aprimorando os pontos críticos, será importante oferecer oportunidade de desenvolvimento, seja através de feedback, orientações contínuas, job rotation, desafios ou treinamentos.

Mapear seu grupo de trabalho

Para se conhecer a equipe, será necessário ter contato pessoal com todos os colaboradores para conhecer suas habilidades, conhecimentos e atitudes, além de compreender suas expectativas, pensamentos e receios. Com estas informações poderá tomar decisões mais precisas no sentido de desenvolver ou escolher potenciais para funções específicas.

Empowerment

Quando conhece seu grupo de trabalho, saberá como motivá-los, ou seja, terá informações do que esperam e como querem ser reconhecidos. A melhor forma de se motivar e conseguir comprometimento das pessoas é dando-lhes poder, autonomia e reconhecendo um bom trabalho.

Controle e acompanhamento das tarefas

O Gestor de sucesso sabe o que as pessoas estão fazendo em sua área de trabalho e sabe coordenar prazos e resultados. Usualmente faz reuniões de acompanhamento antes dos prazos se encerrarem para checar se será necessário redirecionar alguma ação a tempo.

O Gestor tem que ter o controle das ações da equipe, com informações se estas serão suficientes e adequadas para o que se quer atingir.  Recomendo inclusive que cheque aleatoriamente in loco a veracidade das informações, evitando correr riscos desnecessários.

Comunicação

Outra habilidade necessária e importantíssima para uma boa gestão de pessoas é saber se está sendo bem entendido pela equipe.

Orientamos que dissemine todas as informações e tendências de mercado às equipes de sua área, quanto mais informações possuem, mais compreenderão a razão de suas tarefas. Entretanto, será importante checar se realmente compreenderam para redirecionar se for o caso.

Ao transmitir orientações e dados sobre os resultados e tendências, será imprescindível checar o quanto o outro entendeu sobre suas expectativas, o como ele percebe e aceita aquele direcionamento. Muitas vezes, é recomendado verificar como ele resolveria aquela situação e juntos elaborarem qual ação seria mais adequada a seguir.

O como se comunica, também terá repercussão no interlocutor, caso use abordagem mais afirmativa, agressiva ou aberta, o resultado dependerá do estilo do seu colaborador. Por este motivo será muito importante conhecer a si próprio e ao outro. A comunicação é uma das competências de maior complexidade e onde trás os maiores problemas de liderança. Tema muito tratado em Coaching.

Prática do feedback

A ferramenta Feedback é o instrumento mais eficaz de apoio para a competência comunicação. A partir do feedback poderá se obter o desenvolvimento da equipe, salvando os resultados e as carreiras.

O feedback deve ser visto como um presente, claro que este deve ser utilizado com respeito e de forma nutritiva, ou seja, apontando as falhas com abordagem de possibilidade de mudança e compreendendo que todos nós somos passíveis de erros e aprendizagem.

O feedback NUNCA deve ser utilizado como uma abordagem de crítica destrutiva.

Reconhecimento

Todos nós gostamos de saber se estamos indo bem e sermos reconhecidos pelas ações que superam as expectativas. Para isso o gestor deve de alguma forma compartilhar com seu colaborador sua satisfação, o quanto mais demonstrar sua felicidade, mas terá efeito na equipe.

Muitos gestores são frios ao apontar os pontos de sucesso, enviando e-mail com algumas informações, que nem sempre são interpretadas de forma correta, pois esta não é a ferramenta mais adequada para se reconhecer.

Veja bem, quando você está torcendo pelo seu time o que faz quando ele faz gol? E o seu colaborador quando faz gol, você comemora como?

É assim que tem que comemorar de forma que todos vêem o quanto está feliz pela ação realizada. Outro ponto a se pensar, como você gostaria de ser reconhecido por uma ação que trouxe milhões de lucro ou de economia na sua área / empresa?

Espero que a partir de hoje, comece a repensar como anda sua Liderança ou Gestão de Pessoas.

Estamos a sua disposição para auxiliá-lo, seja através de Coaching ou Psicoterapia, faça um contato conosco. Saiba mais no site http://marcialopes.psc.br/

Por hoje é só, te aguardo no próximo postcast sobre Desenvolvimento de Liderança. Até mais…

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *